quarta-feira, fevereiro 22, 2012

Falsa garantia

Há, de há uns anos para cá, uma quase impossibilidade de comprar lâmpadas incandescentes (as ditas normais, transparentes, de 40w, 60w, 100w), porque as de agora é que são boas para o ambiente, gastam menos energia dando a mesma quantidade de iluminação, e têm uma média de "vida" de 8 anos.  Isto é o que eles (e por "eles" entendam-se os fabricantes das tais lâmpadas economizadoras) dizem, mas...

1 - Não dão a mesma quantidade de iluminação, além disso até chegarem ao máximo de iluminação que conseguem dar, começam por uma luzinha mortiça parecendo que acendemos uma vela.

2 - Não estou convencida que gastem menos, pois até chegarem ao nível de iluminação pretendida têm de estar acesas muito mais tempo, quando, muitas das vezes, só precisamos de iluminação por 30 segundos. (lâmpada da despensa, por exemplo).

3 - Quanto à longa "vida" de 8 anos, é uma falsidade clamorosa, duram o mesmo tempo que as incandescentes (ou menos).

Mas "eles" garantem: se não durarem o tempo que dizem eles trocam a lâmpada. Só podem estar a brincar.
Quem é que guarda os talões de compra das lâmpadas por tantos anos? Eu não.
Mas, admitindo que há quem o faça, a lâmpada funde passados 1 ou 2 anos (ou menos), pegam nela, e no recibo de compra, e vão trocar. Ahahahahahahahah claro claro, ora tentem lá provar que a lâmpada fundida que levam, é a mesma que compraram e que diz respeito ao recibo que exibem orgulhosamente. Pois.

Compramos lâmpadas mais caras, não têm a duração que o fabricante diz, e não as trocam caso deixem de cumprir a sua função: acender.

Esta ideia dos fabricantes de lâmpadas, foi verdadeiramente brilhante.

7 comentários:

Bongop disse...

Falsa garantia não... é uma garantia para a marca que conseguem vender muitas lâmpadas mais caras!

Bêjo grande

Teresa disse...

Ainda ontem me morreu uma que devia ter uns quatro meses!!!

Diabba disse...

Bongop,
Admito que a ideia é brilhante. Vendem as lâmpadas ao triplo do preço, com uma durabilidade inferior. (é o que me parece, nunca se fundiram tantas lâmpadas na caverna) grrrrrrrrrrr
]:-(

T,
ahhh e o recibinho? Puseste no lixo? Tss tss
Mas para vilão, vilão e meio, vai comprar outra (idêntica à que tens), chegas a casa trocas a nova pela velha, e voltas à loja (convém hipermercado, ninguém se lembra do rosto de ninguém) e pedes para trocar. hihihihihi
Se estamos no campo das ideias para enganar os outros, esta parece-me tão válida como a deles.
grrrrrrrrrr
]:-(

White_Fox disse...

Realmente é uma ideia brilhante! Mas era bom levar as lâmpadas para trocarem. Só para ver a reacção, eheh.
bjs

Diabba disse...

Raposa,
esse é mesmo o problema: 1º não tens o recibo da compra (ng guarda tal coisa durante não sei quanto tempo); 2º consegues provar que a lâmpada fundida é mesmo aquela a que o recibo diz respeito??

Há quanto tempo hein?? ]:-D

Rafeiro Perfumado disse...

Fácil. A partir de agora, sempre que comprares uma lâmpada, vai a uma Conservatória para que a autentiquem. Quando ela falecer, volta lá para recolheres a certidão de óbito. Penso que aí não terás problema em ser reembolsada.

Alien David Sousa disse...

"Quem é que guarda os talões de compra das lâmpadas por tantos anos?"

LOL Pois diabita, este assunto que à primeira vista parece parvo, não o é. As questões que levantast são pertinentes. Por vezes consegues surpreender esta tua amiga ( NOT) alienígena.
Diabita ao poder!

Kisses diabinha pequenina cor de labareda

Plágio encapotado. Ler post de 10.Abril.2011.